Se liga! Informativo Onda Jovem

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Lição de Vida e Reflexão do momento que vivemos

“Fracassei em tudo o que fiz. Quis uma escola para os índios, e fracassei. Quis um país mais justo, e fracassei. Quis fundar uma universidade de qualidade e fracassei. Mas meus fracassos são minhas vitórias. Não gostaria de estar no lugar dos vencedores.”
 
Darcy Ribeiro (1922-1997)
Fonte: Blog De Olho na Capital (aqui)

E você, o que acha dessa frase?

No momento que estamos vivendo em Limeira, essa frase é reconfortante, mas ainda há a oportunidade de ganhar, depende de nós.

Essa frase não foi dita por alguém que nada fez e esperou acontecer, mas de alguém que lutou a vida toda para ver um novo Brasil mais justo, mais igualitário, mais plural e melhor para se viver.

Então, essa frase tem que ser de fortalecimento e não de comodismo.

Vamos lutar e vamos ver uma Limeira melhor, com menos corrupção e bem melhor para se viver. A melhoria não pode ser de fachada, fazendo de conta como foi o mantra da Administração do Félix em Limeira!

Unamo-nos e lotemos a Câmara de Limeira na próxima quinta-feira (23/02) gritando por Justiça e pela cassação de Silvio Félix.
 

sábado, 18 de fevereiro de 2012

O golpe que sofremos


Limeira sofreu um grande golpe, uma traição imensa! Não estou me referindo ao golpe que a família Félix teria dado na população sendo investigada, junto com mais asseclas, pelos crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, falsidade ideológica e furto qualificado. Falo do golpe que a população tomou dos indivíduos que estão vereadores: Almir Pedro dos Santos – (ex) PSDB, Antônio Braz do Nascimento, de alcunha Piuí, e Nilce Segalla.

Esses três têm um histórico de serem favoráveis ao prefeito afastado Sílvio da Silva. É só lembrarmos que mesmo durante a Comissão Processante, eles tentaram blindar ao alcaide afastado rejeitando os documentos sigilosos mesmo com parecer favorável do Poder Judiciário. Com novo parecer do Dr. Barrichello, pressão da imprensa e cobrança da população, os três servis de Félix foram obrigados a engolir os documentos.

A esperança então permaneceu, o relator Ronei Costa Martins e os outros membros da CP, composta ainda pelo presidente Miguel Lombardi, poderiam ter acesso aos tão importantes documentos.

No dia 24 de Janeiro, nenhum dos intimados compareceu para dar esclarecimentos. No dia seguinte, o prefeito afastado compareceu ás oitivas e falou muito e disse pouco.

Disse que não teve acesso ao processo, ao mesmo tempo argumentava que determinados fatos não estavam no processo. Ora, não é preciso ser muito inteligente para comprovar que se ele sabia o que constava ou não no processo, é porque ele teve acesso. Vendo o acusado se enrolar o que fez Nilce? Ao invés de indagá-lo, ela o protegeu! Blindou-o dizendo que as perguntas do relator não eram pertinentes, agindo como advogada de defesa! Vale lembrar, que Silvio pediu para que não houvesse imprensa e população presente no plenário, o que foi negado pelo presidente da CP.

Almir e Piuí fizeram perguntas pífias, e quando a sessão “fechada” iniciou-se, recusaram-se a perguntar, ou seja, não quiseram investigar assim como fizeram com os documentos sigilosos! Piuí sequer viu os documentos uma única vez!

Nilce, a biônica, afirmou que leu 7 mil páginas em apenas uma manhã! Isso é uma vergonha! É cuspir na cara da população! Ela leu um relatório, que mais parecia uma defesa do acusado, e votou contrário ao relatório irrefutável do Ronei. Os caras de pau Almir e Piuí votaram com ela! Nada contra eles votarem a favor do acusado, mas poderiam ao menos ter analisado as provas e o relatório do Ronei!

A delegada disse que a pessoa do prefeito não era investigada, por isso deu o voto em separado. O relatório da Nilce, não fala em nenhum momento sobre a acusação de quebra de decoro, da qual o prefeito afastado está sendo acusado politicamente na Câmara!

E com os novos fatos, os governistas têm moral e isenção para julgar o caso após se reunirem secretamente com o acusado e seu advogado?

E agora que a Procuradoria Geral de Justiça está investigando a pessoa do prefeito! Qual será a desculpa? Qual será o subterfúgio que os pró-Félix usarão para não cassá-lo?

Senhores, estaremos atentos às suas atitudes! Por favor, não firam Limeira com um novo golpe!

André Vinco

Facebook

Twitter

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

E o que a gente espera?


E o que a gente espera?

O que esperamos de nosso futuro? Eis uma questão simples, mas de difíceis respostas, nosso sonhos, anseios, ideologias se modificam a cada dia, vamos nos moldando à medida que sofremos com os impasses da vida. É fato e não se pode negar que nossas opiniões são moldadas através dos dias, contudo não podemos nos deixar endurecer pelas mazelas de nossa sociedade.
Nossa cidade passa por um período de duras decisões, denúncias chegam a todo instante sobre uma administração nebulosa, cheia de falhas e indícios de corrupção.
Nesse momento voltamos nossos olhos ao legislativo na esperança de que nossos vereadores cumpram seu papel de fiscalização do executivo, visto que são poderes paralelos totalmente distintos, mas o que vemos é uma extensão da prefeitura dentro da Câmara Municipal.
Isso mesmo, uma extensão, a casa de leis que deveria agir de modo a controlar os atos do executivo para que esse não passe por cima dos interesses públicos faz o inverso, ignora o povo, e numa tentativa anti-republicana busca artifícios inexistentes para desmerecer o trabalho de alguns que ainda se preocupam com a população.
É triste ver que num dos momentos mais marcantes de nossa história política ainda há forças que são vencidas pela ironia de representantes que estão a serviço da desonra, da manipulação e da falta de caráter.
Um representante público deve antes e acima de qualquer coisa ter ciência que sua vida está a serviço daqueles que pagam por seus grandiosos salários, por suas regalias, das quais sou totalmente contra, tendo em vista que representar a população não o torna maioral, sendo assim não precisa de regalias que o diferenciem dos demais.
Política não é profissão, é doação do seu tempo ao outro e à medida que nos sentimos presos por um cargo que não nos pertence, perdemos também nossas esperanças de mudança.
O que move os sonhos são as expectativas de dias melhores, mas o que será de nossos anseios se nos deixarmos endurecer pelas ideologias desumanas onde a força do capital manipulado e extorquido do povo é maior de que as necessidades daqueles que pagam para alguns se sentirem acima do bem e do mal.


VIVIAN SMANIOTO